Animais são agora, legalmente, “seres sencientes” em França.

Em França os animais adquiriram, finalmente, um novo estatuto legal que os considera seres sencientes – e não uma simples peça de mobiliário. Um passo em frente importantíssimo para os direitos dos animais.

Para quando em Portugal?

http://www.telegraph.co.uk/news/worldnews/europe/france/10771361/Pets-no-longer-just-part-of-furniture-in-France.html

Anúncios

Abate de Animais Saudáveis em Zoos é “Prática Comum”

Esta é apenas uma das muitas razões pelas quais nós, enquanto cidadãos e consumidores, não devemos apoiar os jardins zoológicos. Não devemos frequentá-los, nem devemos levar as crianças a acreditar que são bons sítios para os animais.

Não apoie zoos.

http://www.veterinaria-atual.pt/news.aspx?menuid=67&eid=8699

Parlamento aprova criminalização dos maus tratos a animais domésticos.

Este foi um passo importantíssimo para movimento pelos direitos dos animais. Graças à Associação ANIMAL e à colaboração de vários deputados dos mais diversos partidos, a crueldade para com os animais domésticos passa a ser considerado crime. Uma vitória inédita e que traz esperança para o futuro.

lei animais

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/parlamento-aprova-criminalizacao-dos-maustratos-a-animais-domesticos-1615328

Quem Somos

logotipo
Os Universitários pela Causa Animal (UCA) surgem para preencher a lacuna de informação existente no meio académico relativamente à exploração animal. Originários da fragmentação ideológica do Movimento Universitário pelos Direitos dos Animais (MUDA) declaramo-nos independentes deste e afirmamo-nos, ainda, como um movimento apartidário que recusa qualquer filiação política.

Inseridos numa sociedade desinformada sobre a realidade animal, procuramos abordar, através de acções de sensibilização, nomeadamente palestras, debates, acções de rua e, em situações excepcionais, protestos, todas as formas de exploração animal (entretenimento, alimentação, vestuário, experimentação animal, comércio de animais, entre outros), de forma a consciencializar as pessoas para estas problemáticas.

O nosso principal objectivo é contribuir para uma mudança do paradigma actual, com a alteração do estatuto de “animal” tanto a nível jurídico como a nível pessoal e cultural, substituindo a sua actual condição enquanto mera propriedade por um estatuto que tenha em consideração os seus interesses.

(https://ucanimal.wordpress.com/sobre-nos/)